Ligue-nos gratuitamente

Qual é a autonomia elétrica ideal para um dia de trabalho completo?

autonomía eléctrica

Quanto tempo deve durar a autonomia de um veículo elétrico para satisfazer as exigências de um dia de trabalho completo?

Esta é uma das questões mais importantes que qualquer empresa deve colocar a si própria antes de selecionar os veículos que irão compor a sua frota sustentável. Embora não exista um valor exato para a autonomia ideal, podem ser feitas aproximações em função dos percursos ou deslocações que cada empresa ou projeto exige. Ainda não tem a certeza? Na Inquieto ajudamo-lo a estimar a sua autonomia perfeita. 

Num dia de trabalho dedicado à movimentação constante de pessoal, mercadorias ou entrega de encomendas, os veículos elétricos de qualquer empresa devem, regra geral, ter uma autonomia de 100 a 300 quilómetros sem necessidade de recarga. E em quê se baseia este valor? Na distância média que um veículo de entrega pode percorrer num dia típico, tendo em conta possíveis desvios, paragens frequentes e o efeito da carga sobre o consumo de energia.

Em qualquer caso, uma autonomia que funcione nestas margens, dependendo sempre se estamos a falar de motos elétricas, quadriciclos, furgonetas ou outros, garantiria que o veículo pode completar um dia de trabalho de 8 a 10 horas sem interrupções, otimizando os tempos de entrega e mantendo a eficiência operacional sem comprometer a necessidade de recargas intermédias, que é fundamental em ambientes urbanos densos e em extensas rotas de entrega.

No entanto, seja qual for o número de quilómetros que a sua empresa necessite de percorrer diariamente, é fundamental considerar uma margem adicional para permitir imprevistos ou alterações nas rotas ou deslocações.

O que implica um dia de trabalho completo?

Se nos aprofundarmos na resposta à pergunta em causa, é importante definir o que se entende por um dia de trabalho completo. Na maioria dos casos, um dia de trabalho típico tem cerca de 8 horas, durante as quais os trabalhadores podem ter de fazer várias deslocações, seja para participar em reuniões, visitar clientes, realizar entregas ou qualquer outra atividade profissional que exija deslocações.

Autonomía eléctrica

Fatores a considerar

Ao avaliar a autonomia necessária de um veículo elétrico para dias de trabalho completos no contexto da entrega ou transporte de mercadorias, é essencial considerar os seguintes fatores:

  • Distância média diária: determinar a distância total a ser percorrida num dia é fundamental. Isto inclui tanto os percursos planeados como os possíveis desvios.
  • Frequência das paragens: a entrega de encomendas ou o transporte de mercadorias envolve muitas paragens, o que pode afetar a eficiência energética do veículo.
  • Condições de trânsito: as condições de trânsito variam e podem ter um impacto significativo na autonomia do veículo. Os engarrafamentos, por exemplo, podem aumentar o consumo de energia.
  • Tipo de carga: o peso e o tipo de mercadorias transportadas influenciam o consumo de energia do veículo. As cargas mais pesadas requerem mais energia para serem transportadas.
  • Topografia do terreno: os trajetos com declives acentuados ou terrenos irregulares podem aumentar o consumo de energia em comparação com os trajetos planos.
  • Condições meteorológicas: as temperaturas extremas podem afetar a eficiência da bateria. A utilização de aquecimento ou ar condicionado também pode reduzir a autonomia.
  • Disponibilidade de estações de carregamento: a localização e a disponibilidade de infraestruturas de carregamento ao longo dos percursos planeados podem influenciar o planeamento do dia de trabalho e a seleção do veículo.
  • Eficiência do veículo: as características específicas do veículo, como a eficiência energética e a capacidade de regeneração de energia durante a travagem, são fundamentais para maximizar a autonomia.
  • Tecnologia da bateria: a capacidade e a tecnologia da bateria determinam a duração de uma carga completa e o tempo necessário para a recarga.

Autonomia ideal para um dia de trabalho completo

Tal como referido no início, dada a variedade de fatores que podem influenciar a autonomia necessária para um dia de trabalho completo, não existe uma resposta única. No entanto, muitos especialistas em mobilidade elétrica sugerem que uma autonomia entre 100 e 300 quilómetros deveria ser suficiente para cobrir a maioria das necessidades diárias de deslocação em ambientes de trabalho.

Esta autonomia proporcionaria uma margem de segurança adicional aos trabalhadores, permitindo-lhes efetuar várias viagens durante o dia sem necessidade de recarregar a bateria. Ofereceria também flexibilidade para lidar com imprevistos sem a preocupação de ficar sem bateria.

COMPARTILHAR

Pode te interessar