Tipos de airbags adaptados a motos

tipos de airbags

A segurança é um aspeto essencial para todos os amantes e utilizadores de veículos de duas rodas. Neste contexto, a segurança passiva nas motocicletas tornou-se uma prioridade: fabricantes e utilizadores estão cada vez mais conscientes da importância de proteger o condutor em caso de acidente. Os airbags para moto são, neste contexto, um elemento-chave para reduzir as lesões em caso de acidente. Nos últimos anos, os airbags concebidos especificamente para este tipo de meio constituíram uma revolução em matéria de segurança.

O airbag numa moto

No âmbito da segurança das motocicletas, o airbag não é mais do que um sistema especificamente concebido para dar uma proteção suplementar ao motociclista em caso de acidente. O seu funcionamento, embora semelhante ao dos veículos, é adaptado às necessidades específicas dos motociclistas.

Através da utilização de sensores avançados, é possível detetar alterações súbitas de velocidade, ângulo e aceleração que podem indicar uma colisão iminente. Uma vez identificada a situação de risco, o airbag insufla-se rapidamente, protegendo a cabeça, pescoço, tronco e costas do condutor.

O airbag numa moto não se destina a substituir a utilização adequada do capacetes e de outros dispositivos de proteção, senão que é um complemento adicional. A par de uma condução segura e responsável em todas as circunstâncias.

Tipos de airbags para motocicletas

Os airbags para motocicletas oferecem uma variedade de opções, cada uma concebida para se adaptar às preferências e necessidades do condutor. No entanto, os tipos mais comuns de airbag são:

  • Airbags integrados em coletes ou casacos

Este tipo de airbag é utilizado como um elemento adicional ao equipamento do motociclista. Colocado sobre o vestuário ou equipamento de proteção, o colete ou casaco contém o sistema de airbag integrado. Pode cobrir zonas cruciais do corpo, como o tronco, as costas e inclusive o pescoço. Neste caso, os sensores são acionados por mudanças súbitas de aceleração ou inclinação.

O colete ou casaco airbag é ativado numa questão de milissegundos quando o motociclista é projetado no ar devido a uma queda ou colisão. Este processo mantém o alinhamento do eixo cabeça-pescoço-tronco para evitar movimentos bruscos.

Existem dois tipos de airbags no colete:

    • Mecânicos ou físicos: pioneiros no mercado, são os mais baratos e mais populares. Utilizam uma tecnologia básica: um cabo ligado ao chassis da moto que, em caso de queda, estica e aciona as garrafas de ar comprimido, insuflando o colete ou o casaco.
    • Eletrónicos: são mais caros, pois utilizam uma tecnologia mais avançada e necessitam de baterias para serem recarregados. Neste caso, o colete ou casaco inclui sensores capazes de antecipar a queda ou o impacto e abrir os seus airbags em milésimos de segundo.
  • Sistemas de airbag para capacetes

A tecnologia mais recente em airbags para motocicletas encontra-se nos capacetes. Em vez de estar integrado na mota ou numa peça de vestuário exterior, o airbag está localizado no interior do capacete. Utilizando sensores de impacto e giroscópios, insufla-se em milissegundos quando deteta uma colisão iminente, oferecendo proteção adicional à cabeça e ao pescoço do motociclista.

  • Airbags integrados na moto

Alguns fabricantes desenvolveram sistemas de airbag integrados diretamente na moto. Localizados na carenagem frontal ou no depósito de combustível, estes sistemas são acionados em caso de colisão ou acidente, proporcionando uma proteção adicional ao motociclista.

O objetivo do seu design

Os airbags das motos foram especialmente concebidos para proteger as zonas mais importantes do corpo do condutor, como o pescoço, as costelas, os órgãos vitais, as clavículas e a coluna vertebral. Embora não sejam obrigatórios em Espanha, são altamente recomendados.

Obrigatoriedade

Mais de 3000 motociclistas estarão equipados com coletes com airbag até 2023. Uma iniciativa que representa um dos primeiros passos da Direção Geral do Tráfego (DGT) no sentido de tornar este sistema de segurança um requisito obrigatório para as motocicletas num futuro próximo. A DGT tenciona generalizar o uso de vestuário com airbags a todos os motociclistas, independentemente do tipo de veículo, quer se trate de um veículo de grande cilindrada ou de uma scooter.

Estudos recentes demonstram a eficácia dos airbags para motos para proteger o tórax. Por exemplo, de acordo com a DGT, a utilização de coletes com airbag reduz o risco de lesões na coluna vertebral em acidentes de mota de 27% para 14%, ao passo que estas lesões são três vezes mais prováveis com vestuário de proteção convencional. Assim, o vestuário com airbag oferece uma proteção robusta ao tórax, ativando-se em menos de um décimo de segundo durante um impacto a 50 km/h. Estudos indicam que o airbag reduz a carga do impacto em 25% no tórax e 75% nas costas.

Tipos de airbag

A grande variedade de airbags para motos oferece aos motociclistas múltiplas opções para melhorar a sua segurança na estrada. A escolha entre coletes, sistemas integrados ou airbags no capacete dependerá da preferência individual e do nível de proteção pretendido. E, embora ainda não sejam obrigatórios em Espanha, poderão sê-lo em breve, uma vez que podem reduzir significativamente as lesões em caso de acidente.

COMPARTILHAR

Pode te interessar